Sociedade

Textor e Vieira estiveram juntos em visitas e reuniões

O norte-americano visitou o Estádio da Luz, o Centro de Estágios, e o escritório de José António dos Santos.

DR  


Por José Miguel Pires e Felícia Cabrita

O i teve acesso exclusivo a uma fotografia onde se pode ver John Textor, o norte-americano que fez um acordo com José António dos Santos para comprar 25% do capital social da SAD benfiquista, lado a lado com Luís Filipe Vieira, ex-presidente da SAD encarnada e do mesmo clube, que recentemente se demitiu, após ter sido detido no âmbito do processo ‘Cartão Vermelho’. Este negócio esteve desde o seu início sob escuta, e este encontro – que decorreu em abril de 2021, na Avibom, empresa de José António dos Santos, foi alvo de vigilâncias dos investigadores da mesma operação.

50 milhões de euros é o valor que deveria ter sido pago por Textor a Vieira e José António dos Santos, conhecido como ‘Rei dos Frangos’, em troco de 25% do capital social encarnado, garantindo Textor ao Nascer do SOL que a quota do capital social a comprar poderia ascender para além desse valores, mostrando-se disposto a comprar as ações que estivessem disponíveis,para “ajudar” o clube. Agora, com uma direção encarnada que se opõe à venda de ações ao norte-americano, as negociações encontraram um obstáculo, e Textor mostrou-se de “coração pesado”, frisando, ao i, que, tendo sido convidado para estar nos escritórios de Vieira e de José António dos Santos, bem como no próprio Estádio da Luz, no Centro de Estágios do Seixal e nas instalações da Benfica TV, nunca teria pensado que fosse algo que estivesse a ser feito às escondidas, e não à luz do dia. “Não tive controlo sobre quem foi ou não informado [da visita], mas o meu ‘tour’ foi feito à luz do dia, sendo fotografado constantemente apresentado a várias pessoas. Foi um grande dia, um sonho tornado realidade”, disse Textor ao Nascer do SOL, explicando que não mencionou os seus encontros com Vieira, no seu primeiro comunicado, por achar que seria preferível manter algumas informações privadas face aos últimos acontecimentos no clube.

O negócio entre Textor, Vieira e José António dos Santos levantou suspeitas no Ministério Público, que deu início a uma investigação, culminando na detenção de Vieira. A reunião do antigo presidente encarnado com John Textor surge após o próprio norte-americano ter garantido, anteriormente, que não tinha feito negócios com Vieira, mas sim, unicamente, com José António dos Santos.

“Os dirigentes do Benfica vão acordar um dia e perceber que eu venho em paz”, declarou Textor ao Nascer do SOL.