Vinagrete

Leste europeu

Venho defendendo há muito que o Leste aprecia historicamente as ditaduras. E isso explicaria figuras como Putin e a sua popularidade.


por Pedro d'Anunciação

Foi precipitada a ânsia de crescimento da UE. Já se viu que os eleitorados do Leste, depois de um pequeno momento de deslumbramento com a democracia, provocado pela queda dos comunismos, se adaptaram rapidamente às suas quedas ditatoriais.

E temos de aturá-los assim na UE? Mesmo quando têm a sua presidência, como sucede agora com a própria Eslovénia (até aqui tida como muito discreta, talvez pela pouca discrição de países do Leste como a Hungria e a Polónia).

Venho defendendo há muito que o Leste aprecia historicamente as ditaduras. E isso explicaria figuras como Putin e a sua popularidade.

O problema é a subida dos populismos (difíceis de contrariar) extremistas no Ocidente. Terão mais sucesso. Teremos ainda autoridade democrática? Ou vai ser necessária outra guerra para os varrer? Vale e pena manter o objectivo de união de todo o Continente europeu a qualquer custo?