Sociedade

Avião de combate a incêndios provoca falhas na energia elétrica em Portugal e Espanha

O sistema elétrico já voltou ao seu normal funcionamento, anunciou a E-REDES, empresa de distruibuição da EDP.


Na França, um avião de combate a incêndios danificou uma linha de muito alta tensão, ao provocar uma falha na rede elétrica europeia, interrompendo o fornecimento de eletricidade em vários países, dos quais Portugal e Espanha, este sábado, esclareceu a gestora da rede espanhola, REE.

Porém, o sistema elétrico já voltou ao seu normal funcionamento, anunciou a E-REDES, empresa de distruibuição da EDP.

O "incidente na rede de transporte francesa" fez com que o sistema elétrico ibérico se separasse da rede europeia. "Isto provocou uma redução significativa da frequência ibérica tendo sido ativados automaticamente os planos de defesa dos sistemas elétricos espanhol e português", aponta a empresa Redes Energéticas Nacionais - REN em comunicado. 

Portugal para se defender deste problema precisou de diminuir o consumo "em bombagem hidroelétrica, em consumidores industriais interruptíveis e em diversos pontos da rede de distribuição nacional pré-selecionados em coordenação entre a REN e a E-Redes", adianta a REN, impedindo consequências mais graves que levasse ao apagão total do sistema elétrico.

A partir das 17h, vários concelhos em Portugal começaram a ficar sem energia elétrica e também sem rede móvel. Essas falhas foram detetadas de norte a sul do país: em Vila Praia de Âncora, Fafe, Vila Nova de Famalicão, Guimarães, Braga, Setúbal, Sintra, Leiria, Algarve e em alguns concelhos de Lisboa, nomeamente Oeiras, onde se encontra a Tagus Park e a redação do Nascer do Sol, estando neste momento às "escuras". 

Segundo o site Down Detector, NOS foi a rede que mais utilizadores verificaram problemas. O pico de notificações foi às 15h47, onde foram alertados problemas relacionados com internet fixa, internet móvel e com rede móvel, nas zonas de Lisboa, Almada, Queluz, Amadora, Alcabideche, Porto, Vila Nova de Gaia, Ponte de Sor e Leiria.