Sociedade

Identificadas duas variantes genéticas associadas a sintomas graves da covid-19

Para o estudo, foi analisada a presença de variantes no gene TLR7 em 14 jovens do sexo masculino, sem antecedentes clínicos, que precisaram de ser ventilados para tratar a covid-19.


Foram identificadas duas novas variantes no gene TLR7 que podem explicar a razão de alguns homens saudáveis desenvolverem pneumonia devido à infeção por covid-19, anunciou o Instituto de Investigação Biomédica de Bellvitge (IDIBELL).

A descoberta dos investigadores do IDIBELL, em parceria com peritos da Universidade de Barcelona e a Universidade de Radboud dos Países Baixos, “reafirma a necessidade de rastreios genéticos para melhorar a gestão dos pacientes covid-19 e intervir de forma direcionada”, avisam em comunicado, citado pela agência de notícias EFE.

Para o estudo, foi analisada a presença de variantes no gene TLR7 em 14 jovens do sexo masculino, sem antecedentes clínicos, que precisaram de ser ventilados para tratar a covid-19.

Desses 14 jovens, dois apresentavam duas novas variantes. Os irmãos, também do sexo masculino, destes dois pacientes também apresentaram as mesmas variantes e sofreram uma forma grave de covid-19.

Diagnosticar deficiência no TLR7 não só pode ajudar a eleger o melhor tratamento para o paciente, como também pode servir para identificar aqueles pré-sintomáticos em risco e levar a cabo intervenções terapêuticas prematuras", sublinhou Conxi Lázaro, uma das líderes do projeto.