Politica

Bebiana Cunha é a candidata do PAN à Câmara do Porto

A líder parlamentar sublinhou que o objetivo do partido é “apoiar e promover uma democracia participativa no Porto” e lembrou que o “PAN tem feito ao longo de quatro anos uma maratona na assembleia municipal de propostas, de intervenções, formais e informais, com uma só representante”.


Bebiana Cunha, líder parlamentar do Pessoas-Animais-Natureza (PAN), é a candidata do partido à presidência da Câmara Municipal do Porto.

Na apresentação da sua candidatura, a deputada afirmou que o partido é “um conjunto de pessoas que claramente querem outro ritmo, outras decisões e outras prioridades políticas para a cidade, um conjunto de pessoas que querem na história do Porto, pela primeira vez, uma presidente no feminino”.

A líder parlamentar sublinhou que o objetivo do partido é “apoiar e promover uma democracia participativa no Porto” e lembrou que o “PAN tem feito ao longo de quatro anos uma maratona na assembleia municipal de propostas, de intervenções, formais e informais, com uma só representante”, no entanto, precisa de “ter mais força, mais representação na assembleia municipal e no executivo municipal”.

Para o município do Porto, a deputada, de 35 anos, quer criar um conselho municipal de habitação, sublinhando que esta “é uma das maiores preocupações do partido”. 

"Ouvida a apresentação do atual executivo, nem uma palavra sobre habitação. Isto só nos pode preocupar porque o acesso a habitação é uma das nossas maiores preocupações", afirmou.

"Sabemos o que não queremos: o continuar de uma política em que a empresa municipal de habitação se assume como assistencial ao mesmo tempo que especula os preços das rendas e que surge como carro vassoura depois da degradação", afirmou.

A líder parlamentar referiu também a necessidade de implementar espaços verdes e caninos de proximidade, além de policiamento de barro, numa tentativa de “resolver os problemas sociais do Porto”.

No turismo, o objetivo “é estimular a economia local a longo e médio prazo" e "apostar num turismo de qualidade e responsável”.