Sociedade

Homem deixou punhais com o seu nome à porta da ex-companheira na Lourinhã

Homem não aceitou o fim da relação nem o facto de a ex-companheira ter prosseguido a sua vida com outra pessoa.


Um homem de 40 anos foi detido, esta segunda-feira, por violência doméstica, na Lourinhã, estando a ser controlado por pulseira eletrónica.

Durante uma investigação da Guarda Nacional Republicana (GNR), os militares verificaram que o detido foi violento com a ex-companheira de 35 anos, “tendo ainda perseguido a mesma”, pode ler-se no comunicado divulgado pela GNR, esta quarta-feira.

Por não ter aceitado o fim do relacionamento e pelo facto de a vítima ter começado uma nova relação, o homem de 40 anos chegou ao limite dos comportamentos abusivos, quando deixou à porta da casa da vítima “punhais com o seu nome inscrito na lâmina”, informa a GNR.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial da Lourinhã e está proibido de ter contactos por qualquer meio ou forma com a vítima, sendo controlado pelas autoridades através de pulseira eletrónica.