Sociedade

Portugal realizou mais de 15 milhões de testes à covid-19 desde o início da pandemia

Só em 2021, foram realizados "mais de 60% da totalidade dos testes de diagnóstico desde o início da pandemia, com os meses de abril, maio, junho e julho (até 26 de julho) a concentrarem cerca de 40% do número total de testes efetuados".


Já foram realizados mais de 15 milhões de testes à covid-19 desde o início da epidemia em Portugal, em março de 2020, 40% dos quais efetuados em apenas quatro meses de 2021.

Do total de testes, segundo o Ministério da Saúde, “32,2% foram feitos no Serviço Nacional de Saúde, 58,5% nos Privados e 9,3% na Academia/outros”, sendo que se realizaram "cerca de 11,9 milhões de testes RT-PCR e aproximadamente 3,1 milhões de TRAg de uso profissional".

Só em 2021, foram realizados "mais de 60% da totalidade dos testes de diagnóstico desde o início da pandemia, com os meses de abril, maio, junho e julho (até 26 de julho) a concentrarem cerca de 40% do número total de testes efetuados", lê-se num comunicado divulgado esta quarta-feira.

O corrente mês de julho é o que concentra “o maior número de testes realizados” – 11,1% –, com uma média de “cerca de 64 mil testes por dia” até dia 26, “o que corresponde ao valor mais elevado desde março de 2020”.

Entre os dias 1 e 26 de julho, realizaram-se, "cerca de 1,66 milhões de testes de diagnóstico, incluindo mais de 740 mil Testes Rápidos de Antigénio (TRAg) de uso profissional”, em Portugal. O ministério tutelado por Marta Temido sublinha que estes dados não incluem os autotestes.

O aumento da testagem no país “assenta no plano de promoção da operacionalização da estratégia de testagem em Portugal que tem três eixos de intervenção: testagem dirigida, testagem programada e testagem generalizada”, lê-se no mesmo documento