Sociedade

Menos internados, doentes graves e casos ativos de covid-19 em dia com 17 mortos

Dez dos 17 óbitos ocorreram na Grande Lisboa.


Segundo o boletim epidemiológico da DGS deste sábado, Portugal registou, nas últimas 24 horas, 2.590 novos casos de covid-19 e 17 mortes associadas à doença. Desde março de 2020, o país já confirmou 968.631contágios e 17.361 óbitos. 

O boletim revela que Lisboa e Vale do Tejo, ao contrário do que ocorreu ontem, foi a região que registou um maior número de novos contágios, somando mais 959 infeções. No Norte foram notificados 923 casos nas últimas 24 horas, segue-se o Algarve com 313, o Centro com 255 e o Alentejo com 61. Nos Açores há 43 novas infeções e na Madeira 36.

No que diz respeito às 17 mortes registadas, dez ocorreram na Grande Lisboa, quatro no Norte, duas no Algarve e uma no Centro.

O número de internados voltou a registar um alívio significativo e estão agora 895 pessoas com covid-19 nos hospitais portugueses, menos 29 do que na sexta-feira. Nos Cuidados Intensivos encontram-se 195 infetados, menos quatro do que ontem.

O número de recuperados registou uma subida de 4.128, elevando para 902.014 o total de pessoas que deixaram de ter a doença ativa nas últimas 24 horas.

Neste momento há 49.256 casos ativos de covid-19 no país, menos 1.555 do que no balanço anterior, e as autoridades de saúde têm 77.455 contactos sob vigilância.

Os valores da incidência e do índice de transmissibilidade (Rt) foram atualizados pela DGS ontem, como é habitual às sextas-feiras, pelo que se mantêm inalterados até à próxima mexida na segunda-feira.

Assim, a incidência nacional é de 419,2 casos de infeção por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias para 2. No território continental é de 439,3 valor que já registava na quarta-feira.

O Rt está abaixo de 1, situando-se nos 0,98, quer a nível nacional quer a nível continental. 

Consulte o boletim na íntegra.