Sociedade

Incidência, Rt, casos e mortes diminuem, mas número de internados continua a crescer

Neste momento, há 968 pessoas em internamento geral, dos quais 203 em Unidades de Cuidados Intensivos. A taxa de incidência e o risco de transmissibilidade descresceram a nível nacional e continental. Maior número de casos em Lisboa e Vale do Tejo e de mortes no Norte. 


Nas últimas 24 horas, Portugal reportou mais 1.190 novos casos de covid-19 e nove mortes associadas à doença. De acordo com os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgados esta segunda-feira, o país já confirmou 972.127 infeções e 17.378 óbitos desde o início da pandemia.

Mais pessoas estão a dar entrada nas unidades hospitalares com covid-19, havendo neste momento 968 pessoas em internamento geral, um acréscimo de 45 infetados em relação a domingo.

Já as Unidades de Cuidados Intensivos parecem conseguir resistir a este grande aumento, ao ter 203 internados, mais três do que ontem.

444 dos 1.190 casos de covid-19 foram diagnosticados em Lisboa e Vale do Tejo (LVT), seguindo-se pelo Norte, a uma curta distância, com 420 novos contágios, Algarve com 140, Centro com 83 e Alentejo com 27.

Quanto às regiões autónomas, os Açores registaram 50 novas infeções e a Madeira 26.

As nove mortes ocorreram no Norte (4), em LVT (3), no Centro (1) e na Madeira (1).

Hoje é dia da DGS atualizar os dados relativos ao quadro de risco.

De momento, o índice de transmissibilidade diminuiu, seja em Portugal ou apenas no território nacional, de 0,98 para 0,94.

A taxa de incidência também está numa fase decrescente. Se contarmos com todo o território português, a incidência baxiou de 419,2 para 394,6 casos de infeção por 100 mil habitantes nos últimos sete dias.

No continente, a situação também diminuiu, mas continua acentuada, tendo passado dos 439,3 para os 403,1 casos por 100 mil habitantes.

Mais 1.448 pessoas venceram o vírus, elevando o total de recuperados para 904.962 desde março do ano passado.

Portugal tem 49.787 casos ativos, menos 267 infetados do que domingo.

A DGS tem sob vigilância 14.171 contactos, um valor que diminuiu em 1.538 pessoas em relação a ontem.

Clique aqui para aceder ao boletim da DGS