Internacional

França vai administrar 3.ª dose da vacina contra a covid-19 aos mais frágeis no início do ano letivo

Anúncio foi feito por Emmanuel Macron. Terceira dose visa apenas reforçar a proteção “dos mais frágeis e dos mais velhos”.


O Presidente francês Emmanuel Macron anunciou, esta quinta-feira, que França está a preparar-se, "tal como os outros países europeus", para administrar a terceira dose da vacina contra a covid-19.

“Estamo-nos a preparar, tal como os outros países europeus, a dar esta terceira dose, e vamos dá-la a partir da reentrada (do ano letivo)”, afirmou o chefe de Estado francês, num vídeo publicado no Instagram.

O governo já havia evocado a possibilidade de administrar a terceira dose à população mais frágil em Junho, uma política que já foi posta em prática em Israel, por exemplo, mas agora confirma-se a decisão.

“A vacina não será para todos nem aplicada imediatamente” disse Macron, no âmbito de uma campanha nas redes sociais de diálogo com os cidadãos.

O Ministério da Saúde francês anunciou entretanto que deverá ser decidido na próxima semana o universo de pessoas que deverão receber o reforço da vacina.