Desporto

Valentino Rossi anuncia retirada do MotoGP

O piloto põe fim a uma carreira com nove títulos mundiais.


O piloto de MotoGP Valentino Rossi vai retirar-se da modalidade, após mais de 25 temporadas de serviço, no término desta época. É o fim de uma era no desporto motorizado e de uma carreira que começou no ano de 1996, quando participou pela primeira vez num Campeonato do Mundo de Motociclismo. Rossi conquistou um total de nove títulos mundiais, dos quais seis em MotoGP, um em 500, um em 250 e um em 125, para além de umas estonteantes 115 vitórias em Grandes Prémios.

‘Il Dottore’, como é conhecido pelos vários adeptos da modalidade pelo mundo, vai pendurar o capacete, aos 42 anos, não se inscrevendo na próxima temporada de MotoGP. É o fechar de uma porta, que tem data de validade marcada para o Grande Prémio de Valência, a 14 de novembro.

Valentino Rossi comunicou a decisão na quinta-feira, durante uma conferência de imprensa prévia ao Grande Prémio de Estíria, na Áustria, onde, aliás, obteve o primeiro pódio da sua carreira.

“É difícil, é um momento muito triste, porque sei que no próximo ano não estarei a competir com uma moto. Penso que fiz isso durante uns 30 anos”, disse Rossi, confessando ter tomado a decisão durante a presente temporada.

Rossi revelou ainda que, apesar de abandonar as motas, não vai abandonar as pistas. O italiano vai correr no automobilismo sem, no entanto, especificar a modalidade. “Vou ser piloto toda a vida, mudarei apenas das motos para os carros”, concluiu.

 

Mensagem de Oliveira

Miguel Oliveira, o piloto português de MotoGP da KTM, deixou uma mensagem ao veterano Rossi, recordando os seus enormes feitos e agradecendo-lhe pela sua contribuição para o desporto motorizado.