Sociedade

Máximas vão continuar a subir em Portugal continental e vão ultrapassar os 40 graus em algumas regiões

Risco de incêndio agrava-se.


As temperaturas máximas vão continuar a subir em Portugal continental e deverão ultrapassar os 40 graus em algumas regiões, sobretudo no interior do Alentejo e no distrito de Castelo Branco, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

“Vamos assistir até, pelo menos, dia 13 a uma subida gradual dos valores da temperatura máxima. A partir de dia 13, sexta-feira, já se espera que alguns locais do interior, principalmente o interior do Alentejo e do distrito de Castelo Branco, atinjam valores superiores a 40 graus. Não é uma situação anormal, é uma situação que costuma ocorrer todos os anos, até porque neste momento não se espera nos próximos dias que sejam batidos os valores máximos absolutos, tanto das localidades, como do mês de agosto”, disse a meteorologista do IPMA Patrícia Gomes, em declarações à agência Lusa.

As temperaturas mais elevadas deverão registar-se no interior norte e centro, bem como no interior do Alentejo e em algumas zonas do Algarve.

Segundo o IPMA, esta subida de temperatura irá estender-se ao litoral a partir de sexta-feira. Em causa está o “transporte de uma massa de ar quente com origem no norte de África”, que faz “com que as temperaturas aumentem um pouco por todo o país”.

Com o aumento da temperatura agrava-se também o risco de incêndio.

A partir das 12h00 de amanhã, quarta-feira, e até às 12h00 de sexta-feira, os distritos de Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja vão estar sob aviso amarelo devido ao calor. O IPMA alerta, contudo, que mais distritos deverão ficar sob aviso amarelo ao longo da semana e que alguns dos que já estão em aviso amarelo deverão evoluir para aviso laranja a partir de sexta-feira.

A temperatura deverá começar a descer apenas na segunda-feira, embora com vários locais do país com máximas acima dos 30 graus.