Sociedade

GNR apreende mais de 70 mil cigarros em Vila Verde de Ficalho

Foram apreendidos 70.600 cigarros, que, se fossem introduzidos no mercado, teriam causado “um prejuízo ao Estado, em sede do Imposto Especial sobre o Consumo do Tabaco (IT) e do Imposto de Valor Acrescentado (IVA), superior a 12 mil euros”.


A Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Destacamento de Ação Fiscal (DAF) de Évora, apreendeu, na quarta-feira, mais de 70 mil cigarros, em Vila Verde de Ficalho, concelho de Serpa. Em causa está a “introdução irregular no consumo”.

Em comunicado, esta sexta-feira divulgado, a GNR revela que “no decorrer de uma ação de fiscalização rodoviária direcionada para a prevenção e combate à evasão e fraude tributárias, os militares da Guarda abordaram uma viatura tendo o condutor evidenciado um comportamento suspeito”. Segundo a força de segurança, “era possível sentir um forte odor a tabaco no interior do veículo”.

No seguimento da ação, foram “detetadas diversas caixas que continham volumes de maços de cigarros” e “não ostentavam a estampilha fiscal exigida para a sua comercialização em território nacional”.

No total, foram apreendidos 70.600 cigarros, que, se fossem introduzidos no mercado, teriam causado “um prejuízo ao Estado, em sede do Imposto Especial sobre o Consumo do Tabaco (IT) e do Imposto de Valor Acrescentado (IVA), superior a 12 mil euros”.

O condutor, um homem de 39 anos, foi identificado e foi elaborado um auto de contraordenação por introdução irregular no consumo.

Os comentários estão desactivados.