Economia

Preço da eletricidade cai quase 20% depois de semana de recordes

Após uma subida histórica na semana passada, os preços médios diários da eletricidade descem para o valor mais baixo à semana do último mês.


Em plena onda de calor, com a utilização generalizada de aparelhos de ar condicionado e ventoinhas, os preços da luz têm vindo a oscilar de dia para dia, com o preço grossista da eletricidade a atingir recordes consecutivos, desde segunda-feira passada. Mas há boas notícias para os bolsos dos consumidores: esta segunda-feira o preço médio diário deverá baixar para os 88,92 euros por MWh, uma descida de 19,2% em relação ao dia anterior.

De acordo com os dados divulgados pela OMIE, que gere o mercado diário e intradiário de eletricidade na Península Ibérica, por intervalos horários, o preço vai variar entre 109,35 euros por MWh, às 22h, e 82,60 euros por MWh às sete da tarde. Este será o dia da semana mais barato do último mês.

Ao longo da última semana os preços sofreram atualizações numa tendência crescente: 106,74 euros por MWh na segunda-feira, 111,88 euros na terça-feira, 113,99 euros na quarta-feira, 115,83 euros na quinta-feira e 117,29 euros na sexta-feira.

Estes são valores que os comercializadores têm de pagar para comprar a eletricidade que vendem ao consumidor final, empresas ou particulares, e que por isso pressionam os preços finais.

Fim de semana histórico Apesar de no fim de semana ter havido uma pequena trégua e o preço da eletricidade ter estacionado os aumentos após cinco dias consecutivos de recorde, e nesta nova semana, a tendência de baixa continuar (menos 12,5% comparativamente a domingo e quase menos 17% em relação à segunda-feira passada), ainda assim estes foram os valores mais altos alguma vez registados ao fim de semana. No domingo o preço médio diário situou-se nos 110,02 euros por MWh, o valor mais caro alguma vez registado a um domingo.

Neste dia, o preço variou entre os 124,91 euros por MWh e os 84,97 euros por MWh. Apesar de uma quebra pelo segundo dia consecutivo, a descida foi tão mínima que se manteve em níveis históricos, bem acima dos últimos domingos: os dois domingos anteriores de agosto rondaram os 80 euros e os de julho entre 80 e 90 euros por MWh.

Um dos fatores que estão a levar os preços de eletricidade a subirem é a onda de calor que se faz sentir na Península Ibérica. Note-se que a procura por aparelhos de ar condicionado registou aumentos significativos nos últimos dois meses, como revelam os mais recentes dados do OLX: “No período de 1 de junho a 30 de julho de 2021 (em comparação com maio de 2021), a procura por ar condicionado aumentou 140% no OLX”, tinha já detalhado ao i a plataforma.

Mas também os preços do gás natural utilizado na produção de eletricidade, que têm também estado a subir. Também o preço a que estão a ser comercializadas as licenças de CO2 têm pressionado o mercado grossista de eletricidade.

Em termos mensais, julho foi o mais caro de sempre. O mercado ibérico da eletricidade terminou esse mês com um preço médio de 92,60 euros por MWh.

* editado por José Cabrita Saraiva