Sociedade

Situação de Alerta prolongada em 14 distritos

Os 14 distritos que estão sob este aviso são: Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu.


A Situação de Alerta foi prolongada, pelo Governo, até quinta-feira em 14 distritos, uma vez que as atuais condições climatéricas irão permanecer, levando o país a prestar atenção redobrada a eventuais perigos, nomeadamente o risco de incêndio rural.

“Esta Declaração da Situação de Alerta abrange o período compreendido entre as 00h00 e as 23h59 do dia 19 de agosto, prolongando a Declaração da Situação de Alerta que fora determinada para o período entre as 00h00 de 17 de agosto e as 23h59 de hoje, 18 de agosto”, pode ler-se no comunicado assinado pelo gabinete do primeiro-ministro, esta quarta-feira. 

Os 14 distritos abrangidos são: Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu.

Face ao risco de incêndio previsto para os próximos dias, o executivo indica várias medidas de prevenção que a população deve seguir, como proibição de queimadas, de circulação em espaços florestais, da realização de trabalhos com qualquer tipo de maquinaria em espaços florestais e da utilização de fogo-de-artifício ou “outros artefactos pirotécnicos”.

Note-se que a Situação de Alerta implica também "a elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas". Desta forma, considera-se "autorizada a interrupção da licença de férias e a suspensão de folgas e períodos de descanso".