Sociedade

Mulher detida por atear incêndio em Arganil

A suspeita utilizou um isqueiro para atear o incêndio.


Uma mulher de 47 anos foi detida pela presumível autoria de um crime de incêndio florestal, ocorrido ao inÍcio da noite de quarta-feira, em Arganil, distrito de Coimbra.

Segundo a Polícia Judiciária (PJ), a suspeita utilizou um isqueiro para atear o incêndio, numa zona de vasta área florestal com eucaliptos e que fica perto de um núcleo habitacional. A sua atuação “colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, habitações e uma grande mancha florestal”.

“O incêndio, atendendo ao local, com acentuado declive, e à hora em que eclodiu, só não atingiu proporções mais gravosas, fruto de uma intervenção rápida e eficaz dos bombeiros”, acrescenta a PJ em comunicado.

A detida vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.