Sociedade

Após violação, homem atirou mulher para poço e apedrejou-a em Torres Vedras. Já foi detido pela PJ

O detido de 32 anos vai ser presente a primeiro interrogatório judicial, esta sexta-feira. 


Um homem de 32 anos foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por “fortes indícios” da prática de crimes graves, como violação, homicídio na forma tentada, rapto, roubo e coação na forma tentada e ainda condução de automóvel sem habilitação legal, em Torres Vedras.

Segundo um comunicado divulgado pela PJ, esta sexta-feira, duas mulheres, “ambas com 33 anos”, foram vítimas destes crimes, nos passados dias 4 e 13 de agosto deste ano.

“Numa das situações, após a violação, a vítima foi atirada a um poço, sendo ainda apedrejada pelo arguido”, explica a autoridade.

A investigação envolveu a GNR de Torres Vedras, o Laboratório de Polícia Científica, que recolheu vestígios e realizou um “retrato robô do suspeito”.

O detido de 32 anos vai ser presente hoje a primeiro interrogatório judicial, na qual serão aplicadas as medidas de coação tidas por adequadas.