Sociedade

Governo remete decisão sobre terceira dose da vacina para a DGS

Ministra de Estado e da Presidência lembra que autoridade europeia do medicamento ainda não tomou uma posição sobre o assunto.


O Governo remeteu, esta sexta-feira, a decisão sobre uma terceira dose da vacina contra a covid-19 para a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Em conferência de imprensa, depois de uma reunião extraordinária de Conselho de Ministros, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, disse, em resposta aos jornalistas, que a eventual administração de uma terceira dose da vacina “é uma decisão que cabe à Direção-Geral da Saúde” e lembrou que ainda é necessário esperar pela posição da Agência Europeia do Medicamento (EMA).

“Nem sequer a Autoridade Europeia do Medicamento tem uma posição sobre essa matéria”, ressalvou. “Aguardemos essa posição da entidade europeia e depois da Direção-Geral da Saúde para sabermos também em que termos é que ela se pode realizar”, acrescentou.

Ao ser questionada sobre o encerramento dos centros de vacinação e o possível desmantelamento da task-force que coordena o processo de vacinação em Portugal, a primeira-ministra em exercício disse que esse será um passo a avaliar “quando atingirmos os 85%” de pessoas com a vacinação completa.

“Julgo que só quando atingirmos os 85% e tivermos uma decisão sobre eventuais futuros passos que devem ser tomados, [podem ser] tomadas decisões relativamente ao processo porque não sabemos qual a dimensão que o processo ainda pode ter pela frente nesta fase”, rematou.

Os comentários estão desactivados.