Sociedade

Número de candidatos ao ensino superior é o mais elevado desde 1996

Para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o aumento "registado no número de candidatos ao ensino superior público demonstra uma confiança crescente dos jovens e das suas famílias na formação superior".


Cerca de 64 mil estudantes candidataram-se à primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao ensino superior público, anunciou, este sábado o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Este é o maior número desde 1996.

Em comunicado, a tutela frisa que "63.878 estudantes candidataram-se à 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao ensino superior público para o ano letivo de 2021-2022, representando um aumento de 1.203 candidatos face ao período homólogo de 2020 (altura em que se candidataram 62.675 estudantes)".

Este é “um novo máximo e é também o mais elevado desde 1996", ano em que atingiu os 68.798. Para o ministério, o aumento “registado no número de candidatos ao ensino superior público demonstra uma confiança crescente dos jovens e das suas famílias na formação superior, nas instituições e nas vantagens decorrentes da qualificação superior, o que assume particular relevância no contexto do processo em curso de recuperação económica e social na sequencia da crise internacional associada à pandemia de COVID-19”.

No total, o ministério estima que o número de novos ingressos no ensino superior "em todos os ciclos de estudos, públicos e privados, atinja cerca de 90 mil novos estudantes matriculados no próximo ano letivo de 2021/2022", contra 87 mil no ano passado.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior aponta ainda que o número crescente de candidatos ao ensino superior "ganha especial importância no ano em que cresceu, pelo quarto ano consecutivo, o número de diplomados pelo ensino superior, atingindo um novo máximo anual de 86 mil novos diplomas em 2019/2020".