Sociedade

Greve do SEF provoca esperas de quatro horas para desembarcar em Lisboa

Já nas partidas, o tempo de espera máximo foi de 35 minutos.


A greve parcial dos trabalhadores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), causou, durante a manhã deste domingo, esperas de 3h43 no controlo de fronteira do aeroporto de Lisboa, nas chegadas de voos do espaço não-Schengen.

Já nas partidas, o tempo de espera máximo foi de 35 minutos, revelou fonte oficial da ANA - Aeroportos de Portugal

Segundo a empresa gestora aeroportuária, a greve, que começou a 14 de agosto, continua sem ter "impacto relevante nos restantes aeroportos".

A greve tem como objetivo que os trabalhadores sejam "considerados no processo de reestruturação" do SEF, afirmou o dirigente do Sindicato dos Inspetores de Investigação, Fiscalização e Fronteiras (SIIFF), Renato Mendonça.