Sociedade

Tribunal da Figueira da Foz rejeita candidatura do Chega

O partido pondera recorrer para o Tribunal Constitucional.


O Tribunal da Figueira da Foz rejeitou a candidatura de João Paulo Domingues, candidato à presidência da Câmara Municipal pelo partido Chega, devido a irregularidades no processo.

Segundo o despacho, a que a agência Lusa teve acesso esta terça-feira, o tribunal proferiu "despacho de rejeição da candidatura" na segunda-feira. O partido pondera recorrer para o Tribunal Constitucional, revelou o candidato à agência noticiosa.

O caso teve início no passado dia 6, quando o Tribunal da Figueira da Foz notificou a candidatura de “irregularidades detetadas” no processo. No entanto, a candidatura só viria a ter conhecimento das mesmas no dia 11 e apresentou as alterações solicitadas dois dias depois, as quais foram também rejeitadas nesse mesmo dia.

O partido reclamou no dia 16, mas o tribunal manteve a decisão, segundo o mais recente despacho.

Além de João Paulo Domingues, concorrem à Câmara da Figueira da Foz o atual presidente Carlos Monteiro, do PS, – substituto de João Ataíde aquando a sua ida para o Governo em 2019 – Pedro Machado, do PSD, Pedro Santana Lopes, do movimento independente Figueira A Primeira, Bernardo Reis (CDU), Rui Curado Silva (BE), e Miguel Mattos Chaves (CDS-PP).