Internacional

Pelo menos 13 mortos em explosão no aeroporto de Cabul. EUA terão sido avisados

Número de vítimas mortais foi avançado por fonte dos talibãs.

AFP
AFP
AFP

Duas explosão foram, esta quinta-feira, registadas junto ao aeroporto internacional de Cabul, no Afeganistão. A notícia foi confirmada pelo Pentágono. Há pelo menos 13 mortos, revelam os talibãs.

John Kirby, secretário de imprensa do Pentágono, confirmou o registo de uma segunda explosão junto ao aeroporto. A segunda explosão ocorreu "no ou próximo do Baron Hotel, a uma curta distância do portão Abbey", onde ocorreu a primeira explosão.

Segundo avançou fonte dos talibãs à Al Jazeera, há crianças entre as vítimas mortais. No entanto, o número de mortes ainda não foi oficialmente confirmado.

Já a CNN avança, citando fontes norte-americanas, que a explosão aconteceu numa das entradas do aeroporto e que terá sido causada por um bombista suicida.

O porta-voz dos talibás, Zabiullah Mujahid, afirmou, num comunicado citado pelo The Guardian, que os Estados Unidos da América foram avisados para um possível ataque do Estado Islâmico.

“Os talibãs estão comprometidos com a comunidade internacional e não permitirá que os terroristas usem o Afeganistão como base para as duas operações. Os talibãs alertaram as tropas americanas para possíveis grupos terroristas como o ISIS“, acrescenta a nota.

De sublinhar que centenas de pessoas estão reunidas junto ao aeroporto numa tentativa de abandonar o país, após a tomada do poder pelos talibãs.

Notícia atualizada às 16h20 com a confirmação da segunda explosão e com as declarações do porta-voz dos talibãs.