Internacional

Obama afirma estar "devastado" com notícias de ataques terroristas em Cabul

“Como presidente, nada foi mais doloroso do que fazer o luto com os entes queridos de americanos que deram as suas vidas para servir o nosso país”, revelou o antigo chefe de Estado norte-americano.


Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos da América, afirmou, esta sexta-feira, estar “devastado” com as notícias sobre os ataques terroristas nas imediações do aeroporto de Cabul, no Afeganistão, que ontem matou mais de 90 pessoas e deixou cerca de 150 feridas. Entre as vítimas mortais há, pelo menos, 13 militares norte-americanos.

“Assim como muitos de vós, a Michelle e eu ficámos devastados com as notícias do ataque terrorista nas imediações do aeroporto de Cabul, que matou e feriu tantos militares norte-americanos, assim como homens, mulheres e crianças afegãos", afirmou, esta sexta-feira, na rede social Twitter.

O 44.º presidente dos Estados Unidos prossegue dizendo que “como presidente, nada foi mais doloroso do que fazer o luto com os entes queridos de americanos que deram as suas vidas para servir o nosso país”. De sublinhar que, segundo a impressa norte-americana, há vários anos que não morriam tantos membros do exército em apenas um dia.

“Como disse o Presidente Biden, estes soldados são heróis que estavam envolvidos numa missão perigosa e altruísta para salvar as vidas de outros”, sublinhou.

Recorde-se que, ontem, o atual chefe de Estado norte-americano, Joe Biden, afirmou que os soldados norte-americanos são “heróis, envolvidos muna missão perigosa e altruísta para salvar as vidas de outros”.

"São a espinha dorsal da América, o melhor que a nosso país tem para oferecer", acrescentou.