Politica

Rio 'apadrinha' homenagem de Costa a Balsemão

Líder do PSD vai estar em S. Bento na próxima quinta-feira. Convite do Governo exige ‘certificado digital covid válido’.


A pouco mais de 20 dias das eleições autárquicas, António Costa homenageia Francisco Pinto Balsemão, na Residência Oficial de S. Bento, na próxima quinta-feira, dia em que se completam 40 anos sobre a tomada de posse daquele antigo líder do PSD como primeiro-ministro (1981-1983).

Ainda que em vésperas do arranque da campanha autárquica, a cerimónia contará com a presença do atual líder social-democrata, Rui Rio, que aceitou o convite do chefe do Governo e líder socialista para ‘apadrinhar’ uma cerimónia com número restrito de convidados devido à pandemia.

O convite do Governo, dirigido também a todos os ex-primeiros-ministros, diz ser necessário apresentar «um certificado digital covid válido».

A intervenção evocativa do executivo liderado por Balsemão – na sequência da morte de Francisco Sá Carneiro (a 4 de dezembro de 1980) ficará a cargo do antigo companheiro de bancada da Ala Liberal na Assembleia Nacional, ex-presidente da Assembleia da República e antigo presidente do Governo Regional dos Açores, o também social-democrata João Bosco Mota Amaral.

Recorde-se que António Costa, em 2016, organizou também na Residência Oficial do primeiro-ministro, em S. Bento, uma homenagem idêntica a Mário Soares, assinalando os 40 anos passados sobre a sua tomada de posse como líder do I Governo Constitucional (1976).

Mário Soares que sucederia precisamente a Francisco Pinto Balsemão, formando, com Mota Pinto, o único Governo de Bloco Central (1983-85) na história da democracia portuguesa e, com Ernâni Lopes como ministro das Finanças, pediu imediatamente ajuda ao FMI, uma vez que o Governo da AD liderado por Balsemão deixara o país na bancarrota. Foi a primeira vez que Portugal recorreu ao resgate externo, o que voltaria a acontecer com José Sócrates (com a vinda da Troika) em 2011.

Rio no ‘Pontal’ com autarcas  
Antes desta sessão de homenagem a Balsemão, em S. Bento, Rui Rio assinala a rentrée social-democrata chamando  a Faro autarcas e candidatos das listas laranjas às eleições de 26 de setembro. Mas em vez do tradicional formato da festa-comício do Pontal, o PSD organiza na capital algarvia um Fórum Nacional Autárquico.

No Teatro das Figueiras, além da de Rui Rio, estão previstas intervenções apenas de candidatos autárquicos, como Carlos Moedas, cabeça de lista da coligação liderada pelo PSD à Câmara de Lisboa, Vladimiro Feliz, candidato social-democrata à Câmara do Porto, ou Suzana Garcia, a polémica candidata social-democrata na Amadora.