Economia

Freguesia de Santo António tem os imóveis mais caros de Lisboa

Informação consta no Guia de Zona da Freguesia de Santo António, em Lisboa, lançado esta segunda-feira pela REATIA.


A freguesia de Santo António tem os imóveis mais caros da cidade de Lisboa. A informação consta no Guia de Zona da Freguesia de Santo António, em Lisboa, lançado esta segunda-feira pela REATIA, plataforma de inteligência artificial para o imobiliário.

Segundo as contas, adquirir um apartamento nesta área da capital  exige um investimento médio, em quase todas as tipologias, superior a 6000 euros por metro quadrado. No caso de arrendamento, será necessário, no mínimo, um investimento mensal de 1300 euros.

“Localizada no coração de Lisboa, a freguesia de Santo António é conhecida por ser uma das zonas mais luxuosas e exclusivas da cidade, e com grande procura internacional”, diz a REATIA, acrescentando que “não é de admirar, por isso, que a Avenida da Liberdade ou a Rua do Salitre apresentem dos valores médios por metro quadrado mais caros da cidade e até do país”.

Feitas as contas, esta zonas é morada de 11074 habitantes e conta com 1526 oportunidades de negócio no mercado imobiliário. Dada a sua centralidade, o mercado residencial em Santo António é totalmente dominado pela oferta de apartamentos. A tipologia T2 é a mais frequente, com a existência de 314 apartamentos, seguida da tipologia T1, com 257 apartamentos. No total, podem encontrar-se nesta freguesia 1074 apartamentos, 15 moradias e 330 oportunidades relacionadas com espaços comerciais.