Sociedade

Jovem de 25 anos detido por atear sete incêndios no concelho de Coimbra

Os incêndios “teriam proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos meios de combate”.


Um jovem de 25 anos foi detido, na segunda-feira, pela Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, pela “presumível prática de sete crimes de incêndio florestal”, ocorridos durante este mês numa freguesia do concelho de Coimbra.

Segundo uma nota da PJ, o suspeito, empregado fabril, “com uso de chama direta, ateou os incêndios na floresta, em zona com vasta mancha florestal, com continuidade vertical e horizontal, confinante com a zona urbana, com áreas ardidas de cerca de 1 ha”.

Os incêndios “teriam proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos meios de combate” e a “atuação do suspeito colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, habitações e a grande mancha florestal”, acrescenta.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por convenientes.