Economia

Arrendamento. Oferta de quartos disparou 32%

Dados foram divulgados pelo idealista que acrescenta que já não são só os estudantes quem procura quartos para arrendar.


A oferta de quartos para arrendar em casa partilhada em Portugal aumentou 32% no último ano, segundo um estudo publicado pelo idealista. O aumento da oferta de quartos provocou descidas nos preços em Lisboa no Porto, sendo a descida na capital de 4,2% e na cidade Invicta de 2,4%, face aos últimos 12 meses.

Os preços também baixaram em Aveiro (-6,3%), Leiria (-4,1%) e Setúbal (-0,4%). Em Coimbra os preços dos quartos para arrendar mantêm-se inalterados em comparação ao último ano. Por outro lado, os preços subiram em Faro, com um aumento de 5,4% e Braga, onde os preços subiram 3%.

Apesar da descida, Lisboa continua a ser a cidade com os quartos mais caros em Portugal, onde os preços rondam os 356 euros mensais, seguida pelo Porto (292 euros por mês), Faro (306 euros por mês), Setúbal (286 euros por mês), Aveiro (250 euros por mês) e Braga (263 euros por mês). Por outro lado, das cidades analisadas, as mais económicas para arrendar um quarto são Coimbra (203 euros por mês) e Leiria (205 euros por mês).

O estudo revela ainda que que o arrendamento de quartos deixou de ser uma opção habitacional apenas para estudantes, convertendo-se também na opção eleita por jovens nos seus primeiros anos no mercado de trabalho e em alguns casos até mais tarde.