Politica

PSD-Seixal promove 'Avante-Sombra' para condenar o comunismo

Sociais-democratas da margem sul voltam ao ataque contra os comunistas. Evento conta com Jaime Nogueira Pinto e Vasco Rato.


Após a polémica ação em que o PSD Seixal decidiu remover as placas toponímicas que entendiam ser de “esquerda”, o núcleo alaranjado do Seixal volta a atacar. Desta vez, através da realização de um evento “sombra” do maior evento dos comunistas: a Festa do Avante!.

O “1º Avante-Sombra” será realizado exatamente ao mesmo tempo da tradicional festa comunista e apenas a cinco quilómetros da Quinta da Atalaia. Segundo o partido, o evento “é dedicado às atrocidades do comunismo” e tratar-se-á de “um ciclo de conferências, a decorrer todos os anos, de agora em diante, em paralelo com a tradicional festa do PCP, dedicado exclusivamente aos males do comunismo em Portugal e no mundo”.

O evento decorrerá na sede da Sociedade Filarmónica Democrática Timbre Seixalense, durante a tarde de sábado, e contará com oradores como Vasco Rato, Jaime Nogueira Pinto ou Alline Gallasch-Hall de Beuvink. Em tópico, estarão assuntos como “Os regimes comunistas de hoje: de Cuba à Coreia do Norte, passando pela Venezuela”, “O perigo vermelho no pós-25 de Abril: O PREC, as nacionalizações, reforma agrária e o verão quente” ou “O fim do comunismo e as três décadas da queda do muro de Berlim”.

Já o encerramento ficará a cargo do candidato do PSD à Câmara Municipal do Seixal, Bruno Vasconcelos. Numa nota enviada às redações, o candidato explica que, no Seixal, “nunca ninguém teve a coragem de combater assim os comunistas”.

“Não temos medo de afrontar o politicamente correto e muito menos de meter a nu as atrocidades que o comunismo provocou ao longo da história e ainda provoca em alguns locais do mundo”. No que parece ser uma remissão ao marketing de guerrilha em que ‘rebatizou’ as placas de rua do Seixal, conclui: “Quem achava que o PSD no Seixal estava condenado à insignificância política está muitíssimo enganado, jogamos para ganhar e viemos para limpar o comunismo das ruas do concelho – é aliás isso mesmo que estamos a fazer”.

Festa do Avante Começa já hoje a grande festa do Partido Comunista Português. A edição deste ano – a 45ª – terá os tradicionais três dias de programa, ao longo dos quais se destacam os dois grandes momentos políticos: a abertura, hoje, e o comício de encerramento, no domingo. 

Haverá ainda uma “grande exposição evocativa do centenário do PCP”, cinema ao ar livre, seis dezenas de debates e espetáculos de música e de teatro.

Quanto à covid, a organização garante, no seu site, que “nos mais de 30 hectares de recinto totalmente ao ar livre serão tomadas medidas para garantir a protecção e segurança dos visitantes da Festa, assim como dos artistas e técnicos e de todos os que asseguram o seu funcionamento”, enumerando uma série de medidas de segurança (nas quais a máscara é apenas “recomendada”, sendo apenas obrigatório o seu uso “nos espaços assinalados”). Esperam-se 40 mil visitantes na Quinta da Atalaia.