Sociedade

Homem detido por atear incêndio em casa de vizinho "por motivos fúteis"

A PJ sublinha que o incêndio “poderia ter atingido todo o imóvel e ainda outras habitações contíguas” se não tivesse sido rapidamente detetado e combatido.


Um homem, de 31 anos, foi detido por ser o presumível autor de um incêndio urbano na localidade de Vila Viçosa, em Évora, anunciou, esta sexta-feira, a Polícia Judiciária (PJ), em comunicado.

O crime ocorreu no passado dia 18 de agosto, pelas 21h, quando “o detido provocou um incêndio numa habitação de um seu conhecido, residente na mesma rua”. A PJ sublinha que o incêndio “poderia ter atingido todo o imóvel e ainda outras habitações contíguas” se não tivesse sido rapidamente detetado e combatido.

“O suspeito terá ateado o fogo, por motivos fúteis e num quadro de retaliação contra o proprietário da habitação ardida”, lê-se na nota.

O detido, sem profissão, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.