Sociedade

Iraquianos detidos em Lisboa estariam a preparar atentado na Alemanha

Irmãos estavam em Portugal desde 2017


Os dois irmãos iraquianos, de 32 e 34 anos, que foram detidos em Lisboa na passada quinta-feira por suspeitas de pertencerem ao autoproclamado Estado Islâmico, estariam a planear um atentado na Alemanha, adiantou este sábado a RTP.

O Tribunal Central Administrativo do Sul avaliou “como provável que os mesmos sejam dois dos identificados pelo Serviço Congénere no alegado planeamento de ataque terrorista na Alemanha e ainda que, ao confirmar-se esta informação, (...) poderá constituir um risco à segurança interna da Europa e, consequentemente, de Portugal".

Amman Ameen e Yasser chegaram a Portugal em 2017 integrados num grupo de refugiados e estão, desde essa altura, a ser seguidos pelas autoridades devido a uma denúncia feita no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Leiria. Na mesma é referido que, de seis irmãos, quatro eram terroristas.

“Os irmãos terão aderido em 2012 Anmar sido um membro de destaque local, em Mossul, onde deterá a posição de ‘chefe’”, lia-se no documento do Tribunal Central Administrativo do Sul ao qual a RTP teve acesso.

A denúncia refere ainda que os irmãos tinham participado em “ações violentas cometidas pelo ‘Estado Islâmico’ contra a população da cidade de Mossul durante a ocupação”.