Sociedade

Nova subida nos internamentos em dia de grande descida de novos casos

Realizam-se menos testes ao domingo o que explicará baixa acentuada nos contágios nas últimas 24 horas.


Portugal registou, nas últimas 24 horas, 663 novos casos do novo coronavírus, uma descida muito significativa que fica provavelmente a dever-se ao facto de se realizarem menos testes ao fim de semana, e 12 vítimas mortais, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta segunda-feira.

O país soma agora um total acumulado de 1.047.710 infetados desde o início da pandemia e 17.810 vítimas mortais.

O Norte foi a região onde foram diagnosticados mais novas infeções, com 254 casos nas últimas 24 horas. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 185, o Algarve com 97, o Centro com 55 e o Alentejo com 42. No arquipélago da Madeira foram confirmados 25 novos casos e no dos Açores mais cinco.

Todas as 12 mortes registadas ocorreram em território continental: Seis na Grande Lisboa, três no Norte, duas no Centro e uma no Algarve.

O número de internados voltou a subir, estando agora hospitalizadas 682 pessoas com covid-19, mais 17 do que no domingo. Em UCI encontram-se 140 doentes, mais dois face aos dados de ontem.

Por outro lado, mais 1.109 pessoas recuperaram da doença nas últimas 24 horas, aumentando o número de recuperados durante a crise pandémica para 987.935.

Há agora 41.965 casos ativos e as autoridades de saúde têm 41.697 contactos em vigilância.

Os dados da incidência e do risco de transmissibilidade (RT) foram atualizados pela DGS, como habitualmente às segundas, quartas e sextas-feiras.

Assim, a incidência de casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias a nível nacional passou de 295,5 para 276,0. No território continental, também se registou uma descida, estando agora nos 283,8.

O Rt também baixou, quer a nível nacional quer continental, passando para 0,92 e 0.93, respetivamente.

Consulte o boletim na íntegra.