Economia

Sindicatos avançam com greve se bancos mantiverem despedimentos

Sindicatos do setor bancário reuniram-se esta terça-feira.


Os sete sindicatos do setor bancário – SNQTB, Mais Sindicato, SBN, SIB, SBC, STEC e SinTAF – anunciaram esta terça-feira que vão declarar uma greve conjunta, ainda este mês, caso o BCP e o Santander Totta mantiveram a intenção de fazer despedimentos.

Os sindicatos estiveram reunidos e fizeram uma análise “sobre os temas que afetam os trabalhadores bancários e, em particular, sobre as situações específicas do Banco Santander Totta (BST), Banco Comercial Português (BCP), Caixa Geral de Depósitos, Montepio Geral e Parvalorem”.

Em comunicado, os seis sindicatos (com a solidariedade do STEC - Sindicato dos Trabalhadores das Empresas do Grupo CGD), anunciam ter decidido solicitar, com caráter de urgência, uma reunião às comissões executivas do BCP e BST, “tendo como pano de fundo os processos de reestruturação em curso”.

A nota refere ainda que SNQTB, Mais Sindicato, SBN, SIB, SBC e SinTAF “vão exigir o fim imediato de qualquer intenção de despedimento coletivo ou de figuras análogas” e que “se esta exigência não for atendida, estes Sindicatos irão declarar uma greve conjunta, a realizar ainda no corrente mês de setembro”.