Sociedade

Detido homem de 27 anos que ateou quatro incêndios florestais em Celorico de Basto no mês de agosto

Suspeito terá atuado "por motivos fúteis".


A Polícia Judiciária (PJ) deteve, esta terça-feira, um homem, de 27 anos, suspeito de atear quatro incêndios florestais, ocorridos nos dias 10,12 e 17 de agosto deste ano, numa freguesia do concelho de Celorico de Basto.

Segundo revela a PJ, num comunicado emitido esta quarta-feira, os vários locais onde os incêndios tiveram início situam-se numa zona “onde existiam condições de propagação na mancha florestal de grandes dimensões, gerando enorme risco, potencialmente alimentado pela carga combustível ali existente e pela orografia própria da região, o que se traduziu em elevadíssimo perigo concreto para as pessoas, para os seus bens patrimoniais e para o ambiente”.

Os incêndios consumiram “vegetação herbácea, mato e arvoredo, não tendo atingido maiores proporções devido à rápida e eficaz intervenção dos Bombeiros”.

De acordo com a autoridade, a zona onde ocorreram os incêndios é, “recorrentemente, e há vários anos”, destruída por incêndios ali iniciados.

O detido, desempregado, recorreu a chama direta para a respetiva ignição. “Terá atuado por motivos fúteis”, sublinha a PJ.

O suspeito será presente à autoridade judiciária competente para realização de primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação que forem tidas por adequadas.

A detenção ocorreu com a colaboração do Grupo de Trabalho do Norte de Redução das Ignições Florestais e da GNR.