Sociedade

Quarto dia de buscas por turista francês na Madeira. Forças Armadas juntam-se à equipa

Os militares estão a recorrer a drones para encontrar o homem de 35 anos. 


A operação de busca para encontrar um turista francês na ilha da Madeira continua e, no quarto dia de buscas, as Forças Armadas integram a equipa, com o apoio de drones.

"Foram empenhadas duas equipas de operadores de 'drones' do Comando Operacional da Madeira [cinco militares], cujos sistemas aéreos estão equipados com câmaras de infravermelhos, assim como uma patrulha do Exército, da Zona Militar da Madeira [dois militares]", confirma o Comando Operacional da região autónoma, em comunicado, divulgado esta quarta-feira.

As buscas pelo cidadão francês de 35 anos estão a ser coordenadas pela Polícia de Segurança Pública (PSP) e envolvem também o Serviço Regional de Proteção Civil, várias corporações de bombeiros e o Corpo de Polícia Florestal, e agora as Forças Armadas.

A última vez que o turista foi visto e contactado foi na quarta-feira passada, dia 1 de setembro, no Parque Florestal das Queimadas, no concelho de Santana, e terá desaparecido durante uma caminhada algures nas serras do norte da Madeira.

A operação de busca começou três dias depois, no sábado, 04 de setembro, quando a Embaixada de França em Portugal comunicou o desaparecimento às autoridades regionais.