Politica

Marcelo dá luz verde ao aumento do subsídio de risco das forças de segurança para 100 euros

Presidente admite que valor fica "aquém das expectativas" dos sindicatos, mas defende que é "um ponto de partida".


O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou, esta quinta-feira, o diploma do Governo que aumenta o subsídio de risco das forças de segurança para 100 euros. O chefe de Estado ressalva que, embora o decreto fique “aquém das expectativas das posições sindicais”, corresponde a “um ponto de partida que melhora a situação preexistente”.

“Apesar de ser aquém das expectativas das posições sindicais, na medida em que corresponde a um ponto de partida que melhora a situação preexistente, num domínio em que são antigas e justas as reivindicações das Forças de Segurança, o Presidente da República promulgou hoje o diploma do Governo que procede à atualização dos montantes da componente fixa do suplemento por serviço e risco nas forças de segurança auferido pelos militares da Guarda Nacional Republicana e pelo pessoal policial da Polícia de Segurança Pública”, lê-se numa nota divulgada no site oficial da Presidência da República.

Recorde-se que o Governo aprovou no dia 3 de setembro, em Conselho de Ministros, o decreto-lei que atualiza o subsídio de risco para a Polícia de Segurança Pública (PSP) e Guarda Nacional Republicana (GNR) para 100 euros. O subsídio de risco é uma das mais antigas reivindicações dos polícias.