Sociedade

Incidência e Rt descem em quarto dia seguido com menos internados

Em quatro dias foram desocupadas mais de cem camas covid nos hospitais.


Portugal registou, nas últimas 24 horas, 1.323 novos casos do novo coronavírus e sete vítimas mortais, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta sexta-feira.

O país soma agora um total acumulado de 1.053.450 infetados desde o início da pandemia e 17.843 vítimas mortais.

O Norte volta a ser, ao contrário do quem tem acontecido nos últimos dias, a região onde foram diagnosticados mais novas infeções, com 478 casos nas últimas 24 horas. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo com 408, o Centro com 269, o Algarve com 143 e o Alentejo com 86. No arquipélago da Madeira foram confirmados 25 novos casos e no dos Açores mais 14.

As sete mortes registadas ocorreram em território continental: três na Grande Lisboa, três no Norte e uma no Centro.

O número de internados continua em queda, desde terça-feira que tem havido descidas significativas, estando agora hospitalizadas 569 pessoas com covid-19, menos 28 do que na quinta-feira. Na segunda-feira havia mais de cem camas nos hospitais ocupadas por doentes covid do que hoje.

Nos cuidados intensivos encontram-se 118 doentes, menos nove face ao balanço de ontem.

Mais 1.936 pessoas recuperaram da doença nas últimas 24 horas, aumentando o número de recuperados durante a crise pandémica para 996.987.

Há agora 38.620 casos ativos e as autoridades de saúde têm 38.464 contactos em vigilância.

Os dados da incidência e do risco de transmissibilidade (RT) foram atualizados pela DGS, como é habitual às segundas, quartas e sextas-feiras.

Assim, a incidência nacional é de 240,7 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, na última atualização era de 259,6. A nível continental passou de 247,4 para 247,9.

Já o RT, quer a nível nacional quer continental, também baixou e situa-se agora nos 8,87 em ambos os casos.

A DGS também atualizou os dados da incidência por concelho, tendo havido uma descida generalizada. Atualmente há apenas dois concelhos com risco extremamente levado, ou seja acima dos 960 casos por 100 mil habitantes, são eles Montalegre e Albufeira.

Já os municípios de risco muito elevado passaram de 27 para 15.

Consulte o boletim na íntegra