Vida

Ex-anjo da Victoria’s Secret acusada no Instagram de pornografia infantil por partilhar fotografia da filha bebé nua

Elsa Hosk foi considerada "má mãe" e "uma abusadora de crianças" e há mesmo quem pense que "devia ser presa". No entanto, a modelo diz que “publicar uma fotografia com um bebé nu não é pornografia infantil”, mas sim “uma coisa normal”.


A modelo sueca Elsa Hosk, mais conhecida por ser um ex-‘anjo’ da Victoria’s Secret, está a ser acusada de pornografia infantil nas redes sociais após ter partilhado uma fotografia da filha, de sete meses, nua.

A fotografia mostrava a modelo e a filha a observarem a cidade de Nova Iorque através de uma grande janela. “Deixa-me falar-te sobre a cidade onde me apaixonei pelo teu pai”, lia-se na imagem publicada, na terça-feira, no Instagram.

No entanto, a divulgação daquele que parecia ser apenas um momento ternurento entre mãe e filha rapidamente se tornou polémica. “É mesmo boa ideia publicar fotografias da bebé nua com todas as pessoas assustadoras que existem no mundo?”, questionou um internauta.

Outros alertaram também para o facto de “muitos homens/mulheres doentes” poderem “fazer dowload da imagem e magoar a bebé”. “Há muitos pedófilos que provavelmente usariam a foto da tua filha nua de uma maneira que tu não queres”, lê-se num dos milhares de comentários.

Face às acusações, a modelo recorreu à rede social para sublinhar que “publicar uma fotografia com um bebé nu não é pornografia infantil”, mas sim “uma coisa normal”.

“Se há pessoas doentes na Internet que pensam que isto é pornografia, isso é um problema dessas pessoas, não meu”, continuou, frisando que estar “pele com pele” com a filha é a sua “coisa favorita”.

“Quando cresci na Suécia, estava nua o tempo todo, nas praias, em casa, em público. Era muito natural para nós e não fomos ensinados a achar que o nosso corpo é algo que devemos esconder com medo do que as pessoas desconhecidas possam pensar”, explicou.

No entanto, a modelo, de 32 anos, decidiu apagar a fotografia, durante a madrugada desta quinta-feira, por “estar farta dos trolls da internet” que a acusavam de ser “má mãe”. “Honestamente, estava farta de todos os comentários dos trolls da internet a chamarem-me má mãe, a dizer que devia estar presa, que sou uma abusadora de crianças, que deviam retirar-me a bebé”, desabafou.

“A nudez no Instagram é vergonhosamente gratuita, terrível... uma fotografia de um bebé nu com a mãe não devia ser um problema, não devia ser chamado pornografia infantil, obviamente não o é”, acrescentou.

Elsa Hosk disse ainda estar “triste com o mundo” e não saber como “normalizar um bebé nu” numa sociedade “onde todos têm uma opinião e onde odiar, trollar e abusar é normal e ok”.