Sociedade

Governo acompanha situação em La Palma e pondera retirada de portugueses devido a erupção

Cidadãos portugueses devem estar preparados para uma possível evacuação.


O Governo português garante que está a acompanhar a situação do vulcão Cumbre Vieja, que entrou em erupção no domingo, na ilha de La Palma, no arquipélago espanhol das Canárias, e admite que está a equacionar a retirada de cidadãos portugueses da ilha, devendo estes estar preparados para uma possível evacuação.

Em comunicado, o Executivo indica que, através da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e em contacto permanente com as autoridades de proteção civil de Espanha e com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, “acompanha de perto esta erupção, com especial cuidado para as duas dimensões que, nesta fase, mais relevam para Portugal: uma eventual intervenção para a retirada de cidadãos portugueses, em apoio às autoridades de Espanha, e a evolução e deslocação da nuvem de fumo, assim como outros fenómenos conexos”.

Além disso, o Governo sublinha que o Ministério dos Negócios Estrangeiros, através da Embaixada de Portugal em Madrid, e em articulação com o Cônsul Honorário de Portugal em Tenerife, “tem monitorizado a situação da comunidade portuguesa na ilha de La Palma, em particular nos municípios afetados pela erupção do vulcão Cumbre Vieja, e tem mantido contacto com as autoridades locais”. 

O Executivo sublinha que foi recomendado aos portugueses que estejam na ilha de La Palma que sigam as instruções das autoridades locais e respeitem os cordões de segurança estabelecidos pelas forças de segurança e proteção civil. “Recomenda-se igualmente que estejam preparados para uma possível evacuação”, destaca.

Recorde-se que, esta segunda-feira, a secretária de Estado das Comunidades Portugueses, Berta Nunes, adiantou que há oito portugueses a residir na zona dos três municípios afetados pela erupção do vulcão, mas que não chegou ao Governo qualquer pedido de ajuda.

Recorde-se que o Cumbre Vieja entrou em erupção este domingo e têm estado a ser retiradas das zonas mais expostas milhares de pessoas. Portugal já demonstrou disponibilidade para ajudar o país vizinho.

Em caso de necessidade, os cidadãos portugueses poderão contactar o Gabinete de Emergência Consular, através dos números +351 217 929 714 ou +351 961 706 472, ou o Cônsul Honorário de Portugal em Tenerife, através do correio eletrónico tenerife@consuladoportugal.es ou do telefone +(34) 665 893 825.