Politica

Direito de Resposta de Pedro Alves - presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Viseu


Exmo. Senhor

Diretor do Semanário Nascer do Sol,

Dr. Mário Ramires,

Ao abrigo dos Artigos 24º, 25º e 26º da Lei n.º 2/99, de 13 de janeiro, na qualidade de presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Viseu, sou a solicitar o direito de resposta e retificação do artigo escrito pelo colaborador José Miguel Pires, na Pág. 13 da edição de 18 de setembro, relativo às próximas eleições autárquicas. No que concerne a situação de Viseu, está enfermo de falsidades primárias, facilmente desmentíveis, geradoras de uma narrativa inverosímil, sem qualquer fundamento e atentatória do bom-nome do dr. Fernando Ruas e dos dirigentes do PSD de Viseu. Mais, para além do texto, a fotografia que o acompanha é a única de todos os candidatos que não é atual, pelo que se envia, em anexo, uma mais recente. Nesse sentido, importa repor a verdade dos factos, nos seguintes termos:

É falso que tenha existido alguma reunião dos órgãos do PSD para decidir/aprovar o candidato do PSD à Câmara Municipal de Viseu. É público que as decisões dos candidatos a presidentes nas capitais de distrito eram da competência da CPN;
É falso que não se tenha respeitado o luto pelo falecimento de Almeida Henriques. As estruturas do PSD só se pronunciaram no dia 19 de maio, conforme comunicado da Comissão Política Nacional, em articulação com as estruturas concelhia e distrital do PSD/Viseu, amplamente divulgado na comunicação social;
É falso que o Dr. Fernando Ruas não tenha comparecido no funeral de Almeida Henriques. Não só esteve presente no cortejo/cerimónias que ocorreram no Rossio da cidade de Viseu, como participou na missa fúnebre, no final da tarde, celebrada pelo Excelentíssimo e Reverendíssimo D. António Luciano, Bispo de Viseu;
É falso que o Dr. Fernando Ruas não tenha estado presente no momento em que o Parlamento homenageou Almeida Henriques, as imagens da ARTV comprovam-no. Por conseguinte, também é falso que tenha havido polémica derivada desta falsa ausência.
É falso que apenas o PSD tenha liderado a CMV desde 1976. O CDS já esteve por duas ocasiões à frente dos destinos do Município de Viseu. Quem nunca mereceu a confiança dos viseenses foram os candidatos socialistas;
É falso e difamatório afirmar que o Dr. Fernando Ruas está comprometido com perseguições a quadros próximos de Almeida Henriques. Este é um juízo de valor e uma ofensa à dignidade do Dr. Fernando Ruas e que, não sendo iniciativa do jornalista, só poderá advir de alguém incompetente ou com algo a esconder aos viseenses;
É falso que João Azevedo, candidato do PS, tenha contraído uma infeção/doença Covid19. É mais uma efabulação jornalística sem qualquer fundo de verdade. Infelizmente, quem foi vítima de doença Covid19, foi o malogrado Dr.  Almeida Henriques.

Esta é a verdade dos factos! Cremos, contudo, tratar-se de um lapso induzido por uma fonte errónea, o que lamentamos, mas prejudica claramente a imagem de um Semanário com dimensão e credibilidade do Nascer do Sol e da comunicação social como um todo.

Atendendo ao direito que a lei nos confere, agradecemos a publicação deste esclarecimento, em publicação próxima, relembrando que a notícia teve chamada de primeira página.

Certos da Vossa compreensão,

Atempadamente grato,

Pedro Alves

Presidente da CPD/PSD de Viseu

 

Viseu, 20 de setembro de 2021

 

Imagem: Fernando Ruas - Cabeça de lista do PSD à presidência da Câmara de Viseu