Economia

Preços da luz não aumentam em 2022, garante Governo

Garantia foi dada pelo ministro do Ambiente, Matos Fernandes.


Ao contrário do que se especulava, o preço da luz não aumentará no mercado regulado no próximo ano. A garantia foi dada pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes que garantiu que o preço da eletricidade não aumentará no mercado regulado no próximo ano e que as tarifas de acesso às redes terão uma redução de 30% para os consumidores industriais.

“Estamos em condições de dizer que não haverá aumento do preço da eletricidade para os consumidores domésticos do mercado regulado para o ano de 2022”, prometeu o ministro, referindo que este mercado engloba “cerca de 20%” dos consumidores.

Em conferência de imprensa, Matos Fernandes anunciou também que haverá uma redução de pelo menos 30% na tarifa de acesso às redes para os industriais: “Haverá uma redução de pelo menos 30% na tarifa de acesso às redes para os industriais”, disse.

Mas há mais: Matos Fernandes avançou que se o mercado não regulado tiver tarifas mais altas que o regulado no próximo ano, “a transação está à distância de um telefonema e é imediata”.

Recorde-se que Matos Fernandes já tinha garantido que o Governo tem “almofadas” para evitar que o preço da eletricidade não cresça. No entanto, para o mercado regulado, o preço aumenta já no próximo dia 1 de outubro. Em causa está o aumento de preços constante no mercado grossista.