Internacional

Erupção do vulcão em La Palma pode durar até 84 dias

Existe receio de serem emitidos ainda mais gases tóxicos quando a lava, que continua a correr para o mar, entrar em contacto com o Oceano Atlântico.


A erupção vulcânica de Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma pode durar entre 24 e 84 dias, com uma média geométrica de cerca de 55 dias, segundo os cálculos do Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan).

A duração da erupção é uma das perguntas que os especialistas fazem frequentemente, aponta o intituto das Canárias, e, embora não seja fácil de responder, esta pode ser estimada com recurso aos dados que já existem sobre erupções anteriores que ocorreram na ilha de La Palma.

A última erupção vulcânica na ilha, a de Teneguía em 1971, durou 24 dias; a de San Juan em 1949, 47 dias e a de Charco em 1712, 56 dias. A erupção do vulcão San Antonio, datada entre 1667 e 1678, durou 66 dias; a do Tigalate em 1646 durou 82 dias e a de Tehuya em 1585, 84 dias.

Tendo em conta estes dados, o Involcan calcula que a erupção atual, que começou no domingo, pode alcançar uma média de 55 dias, com um máximo de 84 dias e um mínimo de 24.

Recorde-se que a lava do Cumbre Vieja continua a correr em direção à costa da ilha de La Palma, arrastando tudo no seu caminho. Até agora, a lava destruiu 185 edifícios, 63 dos quais se pensa serem casas, segundo o governo regional. Mais de seis mil pessoas já foram retiradas da região, mas até agora não há registo de vítimas.

A preocupação atual é a de que quando a lava entrar em contaco com a água, Oceano Atlântico, possam ser emitidos ainda mais gases tóxicos.