Vida

Daniel Craig diz que James Bond não deve ser interpretado por uma mulher e explica porquê

Craig foi questionado sobre se o próximo ‘James Bond’ poderia ser interpretado por uma mulher, tendo em conta que a atriz Lashana Lynch é a nova agente 007.


Daniel Craig, que se prepara para se despedir da personagem ‘James Bond’ em '007: Sem Tempo Para Morrer', afirmou que o próximo agente secreto não deverá ser interpretado por uma mulher e explicou os seus motivos. Na ótica do ator, “deveria apenas haver papéis melhores para mulheres”.

Em entrevista à Radio Times, Craig foi questionado sobre se o próximo ‘James Bond’ poderia ser interpretado por uma mulher, tendo em conta que a atriz Lashana Lynch é a nova agente 007.

“A resposta para isso é muito simples: deveria apenas haver papéis melhores para mulheres e atores não-brancos”, começou por explicar. “Por que é que uma mulher deveria interpretar James Bond quando deveria ter um papel tão bom quanto o de James Bond, mas feito para uma mulher?”, questionou.

O primeiro filme de espionagem baseado nos livros de Ian Fleming estreou em 1962. Quase 60 anos e 25 filmes depois, a personagem foi sempre interpretada por homens.

A produtora Barbara Broccoli já afirmou que James Bond pode “ser de qualquer etnia”, mas será sempre do género masculino.