Economia

"Verão positivo, mas época alta foi curta"

“Será de esperar ainda que o balanço deste verão fique bastante longe do nível de atividade de 2019"


Terminado o verão, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defende que o verão foi “positivo” mas que ficou aquém do de 2019, uma vez que “este ano [a época alta] foi mais curta do que o normal”.

Em comunicado, a associação defende que “apesar de haver algum sentimento de melhoria na procura e no consumo” nos estabelecimentos de restauração, similares e do alojamento turístico, devido ao aliviar das medidas de restrição aplicadas em Portugal e nos principais mercados emissores, “será de esperar ainda que o balanço deste verão fique bastante longe do nível de atividade de 2019, situação que esperamos finalmente ultrapassada no ano de 2022 nos cenários mais otimistas e nos anos de 2023/2024 nos cenários mais realistas”, diz a AHRESP.

Apesar de a expectativa ser positiva, a AHRESP defende ainda que a “eventual recuperação” face ao ano passado não pode “descurar a necessidade de se manter ou reativar apoios às empresas, depois de mais de um ano e meio de quebras drásticas na faturação, sendo as nossas atividades as que mais sofreram os impactos negativos da pandemia”.