Sociedade

Pai de Valentina agredido na prisão

Agressão ocorreu após Sandro Bernardo ser transferido para uma nova cela.


Sandro Bernardo, que se encontra a cumprir uma pena de 25 anos de prisão pelo homicídio da filha, Valentina, em maio do ano passado, foi agredido na Cadeia de Vale dos Judeus, na Azambuja.

De acordo com a notícia avançada pelo Correio da Manhã, esta sexta-feira, tudo aconteceu quando Sandro Bernardo foi transferido do pavilhão A da prisão para o pavilhão B. O homem terá sido atacado por um grupo de outros reclusos, com murros e pontapés, pouco depois de ser deixado na cela.

Escreve o mesmo jornal, que Sandro Bernardo foi depois socorrido e levado para a enfermaria daquele estabelecimento prisional. Desde então, o recluso terá pedido para colocar trancas na porta da cela, de onde não voltou a sair, fazendo inclusive as refeições no espaço.

De acordo com o Correio da Manhã, um dos homens envolvido no ataque já foi identificado e está a cumprir castigo no pavilhão disciplinar.

Os Serviços Prisionais não confirmaram a agressão ao jornal, uma vez que estão “legalmente obrigados a reserva” quanto aos reclusos, mas sublinharam que qualquer ato de indisciplina “terá procedimento disciplinar e também criminal”.

Recorde-se que Sandro Bernardo foi condenado por homicídio qualificado e profanação de cadáver pela morte de Valentina, menina de nove anos, encontrada morta em Peniche, em maio de 2020. Também a madrasta da menina, Márcia, está a cumprir 18 anos de prisão em Tires pelos crimes de homicídio qualificado por omissão e também por profanação de cadáver.