Internacional

Após duas horas adormecido, vulcão Cumbre Vieja volta a emitir lava

As autoridades alertaram que a situação poderia mudar rapidamente.


O vulcão Cumbre Vieje, em La Palma, nas Canárias, voltou a expelir lava e fumo, após ter estado ‘adormecido’ durante duas horas, esta segunda-feira.

O Instituto Geográfico Nacional (IGN) confirmou que voltaram a ser “emitidas colunas de fumo e gases”. Foram registados 16 tremores de terra a 10 quilómetros de profundidade na zona norte de Fuencaliente.

Ao El País, um especialista explicou que o aumento da atividade sísmica poderá estar relacionado com o ajuste da rocha que envolve o magma ou com a injeção de lava noutro lugar.

Durante a manhã, a atividade sísmica estagnou mas os especialistas alertaram que o cenário poderia “mudar rapidamente”. "A atividade foi notavelmente reduzida nas últimas horas em La Palma", dissera o Instituto de Geociências de Madrid. "Temos de estar muito atentos à sua evolução porque o cenário pode mudar rapidamente".

No domingo, o fluxo de lava encontrava-se a 1.600 metros da linha costeira, pelo que as autoridades locais esperavam que atingisse o mar esta segunda-feira. Foi decretado confinamento obrigatório em quatro localidades para evitar o risco de inalação de gases tóxicos.

A lava do vulcão, que está ativo desde o dia 19 de setembro, já destruiu 500 edifícios ao longo de 212 hectares. Não há registo de mortos ou feridos.