Sociedade

Depois de 12 anos na prisão, homem é novamente detido por raptar, violar e roubar mulher no Porto

Num clima de “total pavor”, a vítima foi obrigada a ficar durante duas horas com o detido, tendo sido violada repetidamente. 


A Polícia Judiciária (PJ) deteve, no domingo, um homem de 32 anos que raptou, violou e roubou uma mulher no Porto. O detido já tinha cumprido 12 anos de pena de prisão.

De acordo com um comunicado, divulgado esta segunda-feira, o homem abordou na madrugada de ontem a vítima na via pública, “através de utilização de força física e ameaça”, levando-a para uma zona “devoluta e erma”, detalha a PJ.

Num clima de “total pavor”, a vítima foi obrigada a ficar durante duas horas com o detido, tendo sido violada repetidamente, explica a autoridade.

“Antes de permitir a fuga da vítima”, o homem de 32 anos apoderou-se do dinheiro em numerário que a mulher tinha consigo.

A vítima contactou as autoridades policiais que recolheram as provas necessárias para a detenção, fora de flagrante delito, do violador.

O homem de 32 anos ficou em liberdade a partir de junho desde ano, depois de cumprir 12 anos de pena de prisão por “crimes contra a autodeterminação sexual e contra a propriedade”.

O detido será presente a primeiro interrogatório judicial, onde serão aplicadas as medidas de coação tidas por adequadas.