Politica

O PS piorou resultados em todas as freguesias de Lisboa

No sufrágio que elege o presidente de Câmara não houve qualquer freguesia de Lisboa em que o PS tenha tido uma melhor performance do que em 2017. Piorou os resultados nas 24 freguesias. Curiosamente, na que perdeu mais - Olivais, 13% - manteve-se o partido mais votado.


AJUDA

Na Ajuda deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, o PS-Livre teve 47,8% face aos 19,8% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significa uma perda de cerca de 5% face a 2017.

 

ALCÂNTARA

Em Alcântara, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, o PS-Livre teve 43,8% face aos 26,1% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significou uma perda de cerca de 6% face a 2017.

 

ALVALADE

Em Alvalade, a Coligação Novos Tempos ganhou em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 40,2% face a 28,1% de Medina. Em 2017, para a Câmara, Alvalade tinha dado 37,1% ao PS, sendo o partido mais votado. Esse número, este ano, baixou em 9%, o que permitiu a coligação de direita ficar em primeiro.

 

AREEIRO

No Areeiro, a Coligação Novos Tempos ganhou em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 44,3% face a 26,1% de Medina. Em 2017, para a Câmara, o Areeiro tinha dado 35% ao PS, sendo o partido mais votado. Esse número, este ano, baixou em 9% – o que permitiu a coligação de direita ficar em primeiro.

 

ARROIOS

Em Arroios, a Coligação Novos Tempos ganhou em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 31,9% face a 27,8% de Medina. Em 2017, para a Câmara, Arroios tinha dado 39,1% ao PS, sendo o partido mais votado. Esse número, este ano, baixou em 11% – o que permitiu a coligação de Direita ficar em primeiro.

 

AVENIDAS NOVAS

Nas Avenidas Novas, a Coligação Novos Tempos ganhou com estrondo em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 47,7% face a 24,7% de Medina. Assim, os fregueses das Avenidas Novas repetiram a intenção de terem uma autarquia governada pela direita (uma vez que já em 2017 tinham sido das poucas freguesias a preferir a direita à esquerda na corrida autárquica). Já o PS, para a Câmara, de 2017 para 2021 perdeu 9%.

 

BEATO

No Beato, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, o PS-Livre teve 40,8% face aos 22% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significou uma perda de 6% face a 2017.

 

BELÉM

Em Belém, a Coligação Novos Tempos ganhou com mais do dobro dos votos em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 50,6% face aos 23% de Medina. Assim, os fregueses das Avenidas Novas repetiram a intenção de terem uma autarquia governada pela direita (uma vez que já em 2017 tinham sido das poucas freguesias a preferir a direita à esquerda na corrida autárquica). Já o PS, para a Câmara, de 2017 para 2021, perdeu 10%.

BENFICA

Em Benfica, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, o PS-Livre teve 40,7% face aos 28,4% da coligação de Moeda, o que, não obstante, significa uma perda de cerca de 6% face a 2017.

 

CAMPO DE OURIQUE

Em Campo de Ourique, a Coligação novos tempos ganhou na Corrida à Câmara, com 38,3% face a 30,8% de Medina. Em 2017, para a Câmara, Campo de Ourique tinha dado 38,1% ao PS, sendo o partido mais votado. Esse número, este ano, baixou em cerca de 7% – o que permitiu a coligação de direita ficar à frente. Ainda assim, a Junta de Freguesia continuará, por apenas 25 votos, a cargo de Pedro Costa, filho de António Costa.

 

CAMPOLIDE

Em Campolide, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, o PS-Livre teve 37,4% face aos 30,9% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significou uma perda de cerca de 10% face a 2017.

 

CARNIDE

Em Carnide, deu-se uma vitória do PS-Livre na Câmara, com 32,3% face aos 30,6% da coligação de Moedas. Valor que representa, para o PS, uma perda de cerca de 6% face a 2017. A junta mantém-se governada pela CDU.

 

ESTRELA

Na Estrela, a Coligação Novos Tempos ganhou com estrondo em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 49,7% face a 24,1% de Medina. Em 2017, para a Câmara, Estrela tinha dado 32,9% ao PS, sendo o partido mais votado. Esse número, este ano, baixou em cerca de 9% – o que permitiu a coligação de Direita ficar em primeiro.

 

LUMIAR

No Lumiar, a Coligação Novos Tempos ganhou em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 42,4% face a 28,2% de Medina. Em 2017, para a Câmara, o Lumiar tinha dado 39,2% ao PS, sendo o partido mais votado. Esse número, este ano, baixou em 11% - o que permitiu a coligação de Direita ficar em primeiro.

 

MARVILA

Em Marvila, deu-se uma vitória estrondosa do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, o PS-Livre teve 48,5% face aos 13,6% da coligação de Moedas. Mesmo assim, esse valor significou uma perda de cerca de 5% face a 2017.

 

MISERICÓRDIA

Na Misericórdia, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, o PS-Livre teve 33,4% face aos 30,4% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significou uma perda de 9% face a 2017.

 

OLIVAIS

Nos Olivais, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, estes tiveram 37,2% face aos 27% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significou uma perda de cerca de 13% face a 2017.

 

PARQUE DAS NAÇÕES

No Parque das Nações, a Coligação Novos Tempos ganhou em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 37,8% face a 34,1% de Medina. Em 2017, para a Câmara, o Parque das Nações tinha dado 42,8% ao PS, sendo o partido mais votado. Esse número, este ano, baixou em cerca de 9% - o que permitiu a coligação de direita ficar em primeiro.

 

PENHA DE FRANÇA

Na Penha de França, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, estes tiveram 35,9% face aos 24,2% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significou uma perda de cerca de 8% face a 2017.

 

SANTA CLARA

Em Santa Clara, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, estes tiveram 38,7% face aos 24,8% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significou uma perda de cerca de 6% face a 2017.

 

SANTA MARIA MAIOR

Em Santa Maria Maior, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, estes tiveram 41,4% face aos 20,2% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significou uma perda de cerca de 6% face a 2017.

 

SANTO ANTÓNIO

Em Santo António, a Coligação Novos Tempos ganhou com estrondo em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 44,2% face a 24,7% de Medina. Em 2017, para a Câmara, Santo António tinha dado 33,6% ao PS, sendo o partido mais votado. Esse número, este ano, baixou em cerca de 9% - o que permitiu a coligação de Direita ficar em primeiro.

 

SÃO DOMINGOS BENFICA

Em São Domingos de Benfica, a Coligação Novos Tempos ganhou em todas as votações, obtendo, para a Câmara, 40,4% face a 31% de Medina. Em 2017, para a Câmara, São Domingos de Benfica tinha dado 38,8% ao PS, sendo o partido mais votado. Esse número, este ano, baixou em cerca de 8% - o que permitiu a coligação de Direita ficar em primeiro.

 

SÃO VICENTE

Em São Vicente, deu-se uma vitória do PS-Livre em todas as votações. Para a Câmara, estes tiveram com 34,3% face aos 22,9% da coligação de Moedas, o que, não obstante, significou uma perda de cerca de 9% face a 2017.

Clique na imagem para ver melhor