Sociedade

Marta Temido diz que vacinação contra a covid-19 foi "francamente positiva"

A ministra da Saúde considerou a “coesão nacional” como um fator determinante para o atual contexto pandémico do país.


A ministra da Saúde fez, esta terça-feira, um “balanço francamente positivo” sobre a campanha de vacinação contra a covid-19. Marta Temido considerou a “coesão nacional” como um fator determinante para o atual contexto pandémico do país.

"Houve aqui um esforço de coesão nacional que conduziu muito a estes resultados. O aspeto mais importante foi, sem dúvida nenhuma, a adesão dos portugueses à vacinação, a tradição de confiança nas autoridades de saúde e num plano de vacinação que é voluntário e que sempre teve na base a melhor evidência (prova científica)", salientou Marta Temido, ao dizer que “é um balanço francamente positivo e que só foi possível de atingir porque conseguimos trabalhar todos em conjunto".

No dia em que ocorreu a última reunião da task-force, realizada no Comando Conjunto das Operações Militares, em Oeiras, a ministra da Saúde indicou que a revisão das condições de isolamento para crianças e jovens vacinados será conhecida em breve.

"A Direção-Geral da Saúde está neste momento a trabalhar em articulação com o Ministério da Saúde num conjunto de normas que decorrem da evolução daquilo que é o nosso estado vacinal, portanto, 85% de vacinação, e que tem de ter um reflexo nas regras -, mas também daquilo que são regras fixadas em termos das últimas decisões do Conselho Ministros", esclareceu.

"Esperamos que no final desta semana e até domingo estejamos em condições de ter todo este conjunto de regras conhecidas por todos e aplicadas por todos", avançou Marta Temido.