Sociedade

Costa pede audiência a Marcelo sobre "equívocos" relacionados com a chefia do Estado-Maior da Armada

Marcelo confirmou que António Mendes Calado "mostrou disponibilidade para prescindir de parte do tempo e permitir que os seus camaradas acedessem à sua sucessão antes de deixarem o ativo", mas que essa saída não seria agora.


O primeiro-ministro, António Costa, pediu, esta quarta-feira, uma audiência ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sobre a chefia do Estado-Maior da Armada. Segundo revelam o Expresso e a agência Lusa, o chefe de Governo solicitou a presença do ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho.

Recorde-se que, na noite de terça-feira, fontes ligadas à Defesa Nacional avançaram à agência Lusa que o ministro iria propor a Marcelo Rebelo de Sousa a exoneração do atual CEMA, o almirante Mendes Calado, que ocupa o cargo desde 2018 e cujo mandato foi prorrogado em março último.

Outra fonte próxima do processo adiantou que o Governo iria propor o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo como seu substituto.

Já esta quarta-feira, o chefe de Estado veio a público esclarecer aquilo a que chamou um “erro de perceção” quanto ao tema e lembrou que "só uma pessoa tem o poder de decisão [quanto à exoneração do atual Chefe de Estado-Maior da Armada (CEMA), Mendes Calado] e essa pessoa é o Presidente”.

Marcelo confirmou que António Mendes Calado "mostrou disponibilidade para prescindir de parte do tempo e permitir que os seus camaradas acedessem à sua sucessão antes de deixarem o ativo", mas que essa saída não seria agora.