Economia

Administrador financeiro da TAP renuncia cargo por "motivos pessoais imprevisíveis"

Governo já está à procura de um novo administrador para assumir a função, que até ao final de outubro continuará nas mãos de João Weber Gameiro. 


O administrador financeiro da TAP, João Weber Gameiro, demitiu-se do cargo, três meses depois de o ter assumido. A informação do Governo aponta para “motivos pessoais imprevisíveis”.

"O Ministério das Finanças. João Leão, e o Ministério das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, informam que João Weber Gameiro apresentou ontem [quinta-feira] a renúncia ao cargo de administrador financeiro da TAP. Nos termos do Código das Sociedades Comerciais, a renúncia ao cargo implicará a sua saída da empresa até 31 de outubro", informa o Governo em comunicado.

João Leão e Pedro Nuno Santos lamentam a interrupção, “por motivos pessoais imprevisíveis”, da gestão financeira de João Weber Gameiro, mas a seleção para um novo administrador financeiro para a companhia aérea já começou, afirma o mesmo documento.

Porém, “até lá, a função de administrador financeiro será assegurada, com natureza interina, por Gonçalo Monteiro Pires, membro do Conselho de Administração", indica o executivo.